sábado, 30 de maio de 2009

A história e a arte sendo observada pelo olhar
Passamos a vida inteira caminhando de um lado para outro da cidade, em busca de prestigio profissional ou pessoal, e nessa caminhada nem olhamos para o lado e se olhamos não vemos. E nessa oportunidade, quando saímos do cotidiano, do dia a dia, da rotina, podemos olhar de uma maneira muito especial, aquilo que nos passa despercebido em outros momentos.
Nessa visita, no dia 08.04.2009, juntamente com a turma de artes visuais do ano de 2009, podemos juntar o conhecimento com o olhar diferente e teremos a historia e a arte juntas. Envolvendo emoção, aprendizado, induzindo o lado sensível a ser desenvolvido para que o próximo olhar seja em uma direção , agora totalmente mudada, a direção do entendimento quando estamos diante de prédios históricos, pinturas , esculturas e todo tipo de manifestação artística
Ao entrar no Museu e Arte Leopoldo Gotuzzo ( Malg), o Casarão (1876) já impressiona pela própria estrutura arquitetônica.A escada toda em madeira, bem conservada, (provavelmente restaurada).Seus lustres nos levam a tempos remotos e românticos, seu mobiliário é espetacular.
Em uma sala podemos contemplar retratos de Leopoldo Gotuzzo (1887-1983), nus belíssimos, fortes e expressivos, o volume das formas acentuados , pinceladas marcadas com bastante tinta, As Perolas (1925)óleo sobre tela , onde até comentamos (colegas) sobre os rostos pintados, havia neles um pouco de masculino e com a prof. Ivana, comentamos sobre vários tipos de cabelos, ela comenta que dependendo da época existe um padrão de beleza, pele alva, olhos claros, morenas, cabelos curtos, etc.... Em outra sala, flores, pintadas num colorido especial.
Além de telas, o artista usou outros materiais como o óleo em compensado , na obra Jardim Japonês (1966).
O poder das imagens sobre o meu entendimento é intensificado. Quanto mais olho, mais quero ver, quero entender.
Ele pinta, vila, pontes, o cotidiano, pinturas das paisagens de Pelotas, cidade natal do pintor, que ele demonstra um grande carinho e admiração.
Depois de conhecer um pouco a historia do artista , pude constatar , através da suas pinturas, um estilo autentico, onde numa época de mudanças e estilos novos ele se firmou na simplicidade, e suas telas mostram uma energia com suas pinceladas soltas.
Ele faz uma releitura sofisticada, mantendo o estilo bem acadêmico.

Os óleos sobre tela, que estão em exposição, transmitem seu amor por Pelotas,Vila Piratini (1935 )pois ele pinta lugares conhecidos da cidade.
Um quadro que impressionou, muito interessante pela sua temática, “A luta pela vida”, me causou espanto e chamou minha atenção, me identifiquei com o que eu estava olhando, aquela arvore, com tronco já muito antigo com as raízes entrelaçadas, no meio de outras. Muito emocionante.
Com a ganância, destruindo o passado, construindo edifícios e estacionamentos, visando somente o lucro, quando encontramos espaços destinados a arte e cultura, ficamos surpreendidos, com a qualidade das exposições, com o cuidado com a pesquisa. É maravilhoso saber que existem pessoas e entidades interessadas em resgatar a memória de uma família, cidade ou País, contribuindo assim, com a verba necessária para um empreendimento dessa categoria.
Uma pessoa sem passado, sem memória, é como um ser largado no espaço sem saber de onde vem e muito menos para onde vai. Essa linha entre o passado e o futuro que nos faz entender o presente, e precisamos entender e aceitar e cuidar para que a memória cultural esteja presente na educação.
Como existe um “bar em cada esquina” , era para existir um centro de cultura em cada bairro, para preservar a memória do lugar. Sei também que existem pessoas que se esforçam para ensinar a cuidar desse patrimônio cultural, e dar valor a tudo que a arte significa.
O museu está situado no centro da cidade, na rua General Osório nº 725, esquina General Neto com entrada franca, e a responsável pelo museu é Raquel Santos Schwanke.
Realizam exposições diárias, algumas de curtas durações como as obras de artistas selecionados e obras de artistas convidados. Atualmente os objetos e obras expostos são do patrono Leopoldo Gotuzzo.
Contam com setores didáticos e pedagógicos agendando visitas para escolas
O MALG foi fundado em 1986, um local para a memória e historia da arte em Pelotas.

terça-feira, 26 de maio de 2009

projeto:

Comportamento das Artes Visuais produzindo o perfil criador dos alunos do ensino fundamental
Critica e reflexões sobre o ensino das Artes Visuais nas escolas,sua identidade e suas rupturas
Tenho que idealizar um projeto para metodologia. Busquei fontes que proporcionasse um melhor entendimento do que seria um projeto ou uma pesquisa direcionada para arte.
UFA!Realmente uma indecisão por causa de muitas coisas para falar, muitas duvidas para esclarecer. Uma angustia não pelo fazer, que é puro prazer, e sim pelo que fazer, em que direção percorrer neste tema tão amplo.
Muita leitura, muita pesquisa para fazer a pesquisa. Então, a decisão: artes visuais como ensino, artes visuais como conhecimento, mudando e alterando o pensamento do individuo, preparando a pessoa na forma de aluno, para uma visão filosófica e tentar conquistar uma liberdade de expressão através da arte.
Será isso possível?Será que arte visual como disciplina está inserida nesse contexto?Isso só será possível quando o profissional, o arte-educador, estiver ciente se suas funções e conquistar seu espaço, como qualquer outro profissional seja das áreas exatas, biológicas, científicas e etc e tal. Então deixará de ser uma disciplina que não causa impacto para se tornar uma ferramenta de forte poder nas mãos daqueles que adquirirem o conhecimento que as artes podem proporcionar. Um equilíbrio entre o real e o imaginário, uma maneira de conduzir o crescimento como ser humano, através da cultura adquirida com esse conhecimento, demonstrando em todas as áreas com que vier atuar profissionalmente um nível intelectual de grande capacidade.
Tenho certeza que o ensino da arte nos níveis fundamentais é de grande importância para a criança e para o adolesceste. Sendo necessária uma maneira de tornar mais agradável o ambiente escolar, nessa disciplina, criando técnicas inovadoras, incentivando a criatividade nos alunos e com isso desenvolvendo o hábito da leitura, principalmente conhecendo artista e pessoas ligadas as artes. Continua em breve.
Cris

domingo, 24 de maio de 2009


Projeção


Projeto em ti
Minha duvidas
Projeto em ti
meus medos
Arremesso sobre ti
As sombras do passado
Arremesso sobre ti
As minhas expectativas


Projeto uma linha
Muito tênue
Que liga ao amor
Que liga ao ódio

Projeções de um eu
Sombras que se lançam
Nas ruas, nas paredes
Se movimentam
provocam
Seduzem

Sombras sobre ti
Projetam decisões
Indecisões
Eu projeto em ti
Tudo aquilo
Que quero
Que não quero.

quarta-feira, 20 de maio de 2009

tranquilidade

Tranqüilidade


Paz é a palavra
Que o olhar transmite
No rio que passa e transpassa
Leva toda a tristeza
Tranqüilidade é sentida
Nessas cores de alegria

Vejo céu
Vejo água
Vejo a ponte
À ligar
Lugares
Mundos
Sentimentos

Nas pinceladas rápidas
A energia do artista
Expressa sua vida
Conta a sua historia
Mostra sua criação
Com toda emoção.

solidão

Solidão


Na frieza
Das cores
Me escondo
Sinto a solidão
Que me envolve
Me ocupa
Me entristece

Pensamentos perdidos
Me levam
Me trazem
Me mostram
Que a paz existe
Que ser feliz é possível

O meu ser busca
Entende
Compreende
Confia que no encontro
Do meu eu
Estarei em paz.


criada com parceria da Margarete para um trabalho da Furg, Valeu Margarete!!

terça-feira, 12 de maio de 2009

exposição no centro de cultura em Rio Grande

Fragmentos
Aula-visita ao Centro de Cultura de Rio Grande, observando as obras em exposição

Em que esse evento pode contribuir para uma analise da identidade da arte?Como essa exposição, de vários estilos, podem influenciar ou indicar uma mudança nas visões de indivíduos ligados ou não a arte?
Pintura, gravuras, desenho, xilogravuras, colagem 20x20, com temas variados e diversas técnicas , uma mistura de estilos e movimentos pictóricos.
Tantos materiais diferentes, tantas buscas que não se sabe onde começa arte e onde ela vai chegar. Perguntas que há muito tempo estão sem respostas, porque não se sabe onde quer chegar ou se realmente existe um lugar para chegar.O que se tem certeza é que arte encanta e abstrai os admiradores, estudiosos e até mesmo quem nunca teve contato com a arte. Em uma exposição no mínimo, admira-se a obra criada, podendo gostar ou não , mas reconhece seu valor e atribui sua importância como fonte cultural.
A exposição apresentada no Centro de Cultura Rio Grande, é um passeio no tempo, fornecendo dados complementares a respeito de movimentos artísticos vividos , mostrados em pequenos quadros , como se houvesse uma mistura de passado com o presente, impressionismo, pré-impressionismo, cubismo e outras manifestações de movimentos artísticos são representados nessa exposição
Com uma coleção tão diversificada, de artista de vários lugares, pode-se classificar como uma exposição multifaces, a face da historia da arte, onde são mostrados todas as tendências marcadas no tempo da arte.
Creio que os estilos expostos não possuem a pretensão de serem grandes obras de arte , mas apenas de serem um indicador de tempo , de manifestação artística como um termômetro das tendências populares ou até mesmo intelectuais.
Gostamos mais de uma ou de outra, e assim se houvesse uma votação, talvez uma ou duas seriam as mais votadas.
Hoje a arte encontra-se em uma encruzilhada, que caminhos seguir? Tanto em pintura, como em escultura e na literária. Chego a conclusão que ha um impasse, uma crise de identidade. Foram tantos movimentos, tantas buscas, tantos experimentos, que hoje estamos sem identidade, buscando inovações que nunca chegam a satisfazer os que admiram arte, ou até mesmo aos entendedores de arte, cada vez mais exigentes e minuciosos.
Um evento como esse, pode sim buscar a identidade da arte, porque com essa amostra de vários artistas contribuindo para o enriquecimento de um contexto, verifica-se que de cada um dos quadros ali apresentado , como fragmentos , que juntos ou isolados , formam o que chamamos de arte, pela sua forma e natureza peculiar, causando sugestões e incentivando a busca ainda mais por novas técnicas, influenciando aqueles que admiram e se interessam pelas inovações, incentivando a criatividade.
Analisando essa exposição, analisamos também a arte em um todo. È assim que a arte encontra-se: fragmentada.
Um convite a observação de detalhes, como de caminhasse por ruas e becos. Um processo de mudanças e movimento.



Uma das artistas com trabalho na exposição.


Kiki Van der Heiden: Com o meu trabalho artístico pretendo incentivar as pessoas a concentrar-se, para criar consciência, para ajudar as pessoas a ver, para construir o diálogo. To really see is hard in this world. Para ver realmente como é difícil estar neste mundo. The senses are overstimulated with sounds, noises, colours, movements and smells. Os sentidos são muito estimulantes como os sons, cores, cheiros e movimentos. Being in nature helps to soothe the senses, to slowly open them again, to appreciate the subtleties. Sendo de natureza ajuda a acalmar os sentidos, ao abri-los novamente lentamente, para apreciar as sutilezas. It takes time, but suddenly a beautiful world opens and you reach out. Leva tempo, mas de repente um belo mundo abre e faz você chegar. Kiki van der Heiden
Queen Charlotte Haida Gwaii


Esther Bianco:Artista plástica "No universo temático de Esther Bianco, personagens integram composições de planos superpostos que surgem independentes do desenho original como se buscassem seu lugar de direito. As pinturas de grandes dimensões garantem mobilidade às figuras caracterizadas por tons vibrantes ainda que monocromáticos.

domingo, 10 de maio de 2009

Final de abril

Naquele final de abril
tu chegastes devagarinho
eu te aceitei
como se aceita um presente
como a lua namora o sol
assim era o nosso amor
pessoa certa, momento errado
sei lá
alguém disse que era amor
eu sentia que era amor
mas , e sempre existe um mas
outras opções
outros rumos
outros caminhos
outras prioridades
e a felicidade ficou perdida
lá atras , em algum lugar
em algum momento
não existia nós
era eu e tu
em sentidos opostos
porém, eu sei
que sempre fica uma lembrança
de um grande amor
e eu fiquei com a melhor parte de ti.

sábado, 9 de maio de 2009

Oração de uma mãe

Senhor, meu Deus quando fecho meus olhos penso no futuro de meus filhos e te peço, Senhor
cuida deles ,guarda eles , proteje eles , de qualquer ameaça . O inimigo anda rondando quem está contigo e te adora em verdade e em espirito. Onde existe a luz existe as trevas , mas eu peço que haja somente luz na vida deles. Que a sua mão poderosa esteja sempre sobre eles, para mostrar o verdadeiro caminho. O caminho da salvação, o caminho que nos leva a TI. Pai, envia anjos para estarem sempre em prontidão, porque a guerra ja começou, a guerra pela alma, e eles , Senhor, não acreditam nessa guerra. Mas é só olhar para o lado e vemos crianças sendo corrompidas na sua inocencia, vemos adolencentes sendo escravos de drogas, da violencia, ds prostituição.O povo pergunta, onde estás, meu Deus? Mas eu sei a resposta. Eles não querem te ouvir, eles não querem te seguir.Mas onde estiver alguém orando por um de sua familia, ali estará a tua luz e a verdade será revelada. Um dia , o Espirito de Deus estará agindo no coração daqueles que hoje estão cobertos pela oração.
Me dá sabedoria, Senhor, para orientar, para falar em teu nome. Me ensina, Senhor, como agir em certas situações e me dá mansidão para aceitar o erros e os acertos deles e os meus.
E mesmo quando eles erram Senhor, peço perdão por eles Eles não te conhecem, não sabem
como és um Deus de justiça.
Senhor envia teus anjos, coloca-os ao redor de suas casas e como está na sua palavra nenhuma praga chegará na casa deles e nem na minha.
Pai, preciso de TI, anseio por TI. Nada sou, nada tenho e nada serei se não agires na minha vida. Tudo que tenho, tudo que sou devo a ti Senhor.Guarda-me Deus, porque em TI confio.
video

segunda-feira, 4 de maio de 2009

Um historiador da arte Gombrich escreveu um dia que: Uma coisa que realmente não existe é aquilo que se dá o nome de Arte. Existem somente artistas.
Em certo ponto concordo com o famoso historiador austriáco, mas tenho uma linha de pensamento um pouco diferente em relação ao que é arte. Penso que toda a manisfestação do belo, do feio, do concreto , do abstrato, manifestação da mente e concebida em formas é arte. Tudo que se pensa e se produz dando alguma forma estetica, no meu modo de ver, é arte.Concordo também que muitas pessoas não sabem olhar a arte, com suas pretensões esnobes, não percebem detalhes tão simples como as pinturas de Gauguim, com seu primitivismo, sua realidade e naturalidade. Muitos artistas estão se mutilando emocionalmente em razão da sobrevivência, porque tem que se adaptar ao que o mercado pede. Onde está a origem do artista?
Hoje a arte encontra-se em uma encruzilhada, que caminhos seguir? Tanto em pintura, como em escultura e na literária. Conversando com um amigo, escritor, formado pela Furg, meu colega, Reynaldo, chegamos a conclusão que ha um impasse, uma crise de identidade. Foram tantos movimentos, tantas buscas, tantos experimentos, que hoje estamos sem identidade, buscando inovações que nunca chegam a satisfazer os que admiram arte, ou até mesmo aos entendedores de arte.Como resgatar a essencia do artista?Ou seria da Arte?Ou porque, tudo isso tem haver com o momento historico em que a raça humana encontra-se?Uma sociedade de consumo, uma sociedade de valores equivocados, onde a pessoa, como gente , como ser, não consegue expressar as verdadeiras razões de sua existencia. São forçadas pelo capitalismo a serem pessoas mal resolvidas, porque tiverem que optar muitas vezes por profissões mais seguras e estaveis.

hoje


Hoje



Hoje nasceu o dia

o dia nasceu hoje

mas que dia nasceu

se eu nem sei que dia é hoje

O hoje é o ontem

ou é o amanhã

eu vivo o hoje

sem ter o amanhã

porque o ontem

eu ja vivi

Como ser o hoje

se não tem amanhã

e onde está o hoje

se o ontem já foi o hoje

e o manhâ não existe

e o hoje é o ontem de amanhã

O dia que nasceu é hoje.